Contos e Histórias: Agrippina Vaganova

Olá, tudo bem?

Vamos falar um pouquinho sobre a trajetória de Agrippina Vaganova, fundadora do método Vaganova de ballet clássico.

Agrippina Vaganova nasceu em 1879 em São Petesburgo, era filha de um porteiro no Teatro Maryinsky e desde muito nova teve contato com o ballet. Iniciou seus estudos na Escola Imperial de Ballet e em 1897, entra para o corpo de baile do Teatro Maryinsky. Seu talento foi logo reconhecido por Petipa, e ela começa a ser reconhecida por Rainha das Variações. Foi nomeada como primeira bailarina e manteve este título até quase o final de sua carreira artística, sendo que o título de Étoile, foi concedido a ela somente em 1915, um ano antes de sua aposentadoria oficial.

Vaganova deixa os palcos e passa a se dedicar somente ao ensino do ballet clássico e de 1931 a 1937 ela ocupou a posição de Diretora Artística do Kirov Ballet. Em 1934, ela escreveu o livro Bases da Dança Clássica, com impacto considerável.

Durante os anos que Vaganova se dedicou ao ensino, desenvolveu um preciso método de técnica e sistema de instrução. Neste método, ela sintetizou tudo o que aprendeu com seus mestres junto com seus conceitos de possibilidades de movimentos e técnica. Como resultado, temos um brilhante método combinado com amplitude de movimentos e maleabilidade da parte superior do corpo que são a grande marca do trabalho de Vaganova.

Vaganova também usou recursos como a fluidez e expressividade dos braços do método francês, como os saltos e giros do método italiano, planejando seus estudos para desenvolver sua própria técnica. Uma das grandes singularidades em seu trabalho, sem dúvida é o desenvolvimento da força da parte inferior das costas, e um trabalho minucioso para flexibilidade bem como expressividade e braços longilíneos. Um trabalho completo onde o bailarino ao mesmo tempo que encanta por sua graça, encanta por sua força.

Vaganova formou diversas grandes bailarinas, como: Marina Semeonova, Olga Jordan, Natalia Dudinskaya e Irina Kolpakova, cujo refinamento é lembrado até hoje.

Gostou?

Compartilhe para que mais pessoas vejam o trabalho desta incrível bailarina!

Beijos e até mais!

Fontes: VaganovaAcademy.ru ; Escola Bolshoi; Dictionnaire du Ballet Moderne.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s