Contos e Histórias: Anna Pavlova

Anna Pavlova é a bailarina a qual falaremos hoje!

Anna Pavlova em A Morte do Cisne

Anna Pavlova nasceu no dia 31 de janeiro de 1881, subúrbio de Ligovo, São Petersburgo, Rússia e foi criada por sua mãe, Lyubov Feodorovna.

Aos dez anos de idade, Pavlova foi aceita na Imperial Ballet School e se formou em 1899 na Imperial Ballet Company. Sete anos mais tarde, ela foi promovida a primeira bailarina. No período de 1908 e 1909, ela participou de pequenas turnês com Adolph Bolm, passando por lugares como Praga, Berlim e Viena.

Em 1907, Michel Fokine, cria para Anna Pavlova o que seria seu maior papel em sua carreira como bailarina: A morte do Cisne. Este solo, foi produzido com música de Camile Saint Saens, possui menos de quatro minutos de duração e se tornou a marca registrada de Anna Pavlova.

Variação de A morte do Cisne

Já em 1909, Anna Pavlova ingressa a primeira temporada da Sergei Diaghilev Ballet Russes em Paris. Lá ela performou ballets como Les Sylphides, Cleóprata e Le Pavillon D’Armida, criado por Michel Fokine. Logo após, em sua passagem por Londres, com seu partner Mikhail Mordkin, dançou na casa do Rei e Rainha da Inglaterra e nesta época passou a ser conhecida como a Taglioni Moderna.

Anna Pavlova estreia nos Estados Unidos em 1910, em Nova York, logo após com performance em Londres, no Palace Theatre.

Anna Pavlova formou sua própria companhia, a Pavlova Company, que era comandada por Victor Dandré.

Em sua passagem pela Alemanha, em 1914, guerra foi declarada contra a Rússia, e ela como cidadã russa foi imediatamente presa. Após ser liberta, levou sua companhia para Londres e posteriormente pela América do Norte.

Em 1916, ela participa do filme chamado The Dumb Girl of Portici e no ano seguinte, ela e sua companhia participaram com uma pequena versão de A bela adormecida no filme The Big Show.

Em 1917 e 1918, sua companhia realizou uma turnê pela América Latina e nesta viagem que Anna desenvolveu sua paixão pelas danças tradicionais. E nos próximos dez anos de sua vida, se dedicou a aprender sobre a dança de cada país que visitou.

Anna Pavlova se tornou uma celebridade na época por viajar com sua companhia por pelo menos 500,000 milhas e se apresentando para milhões de pessoas. Além de grande bailarina foi uma grande empresária e criou uma imagem muito popular na época, criando laços de amizades inclusive com Charles Chaplin.

Anna treinou com o renomado mestre Enrico Cecchetti o qual seu método ainda é ensinado nos dias de hoje.

Sua companhia prestou homenagens aos repertórios da Imperial Theater, e performou The fairy Doll, Don Quixote e Raymonda, bem como alguns divertissiments e realizou turnês até 1930. Sua última apresentação foi no dia 13 de dezembro de 1930, no Hipperdrome em Londres.

Em 1931, Anna Pavlova faleceu devido à complicações de uma pneumonia.

Anna é certamente um dos grandes nomes do ballet clássico e merece ser sempre reverenciada!

Beijos e até a próxima!

Mariana

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s